10 sinais que indicam o transtorno de ansiedade

A palavra “ansiedade” é um termo genérico para uma preocupação natural ou diversos distúrbios nervosos. Porém, quando os sintomas normais começam a ser constantes, esse quadro passa a ser clínico. Conheça hoje os 10 sinais que indicam o transtorno de ansiedade.

Quando uma pessoa permanece ansiosa com frequência, é preciso procurar um tratamento contra a ansiedade. Ao ser tratado logo em seu início, esse distúrbio pode ser controlado e não interfere no cotidiano.

Quais sinais indicam o transtorno de ansiedade?

Veja 10 sintomas comuns que indicam que um indivíduo está desenvolvendo transtorno de ansiedade.

1. Fazer lanches fora de hora

Descontar as frustrações em um doce ou assaltar a geladeira são hábitos compulsivos. Por isso, quando feitos com frequência podem ser a porta de entrada para a ansiedade.

2. Ver perigo em qualquer situação

Ainda que haja violência em todas as partes do mundo, enxergar perigo a todo instante não é natural. Isso indica um medo profundo e, até então, sem fundamentos suficientes para ser considerado um fato.

3.  Apresentar tensão na musculatura

Pessoas que sofrem com ansiedade costumam apresentar uma tensão frequente em seus músculos. Isso ocorre porque elas estão sempre em estado de alerta e prontas para a defesa, mesmo de um inimigo imaginário.

4. Sofrer com sono irregular

O transtorno de ansiedade costuma interferir no sono e gerar episódios de insônia. Em muitos casos o indivíduo fica acordado pensando em todas as ações que fará no próximo dia e não consegue descansar. 

5. Ter preocupações excessivas

É comum ficar apreensivo antes do resultado de um exame de saúde, por exemplo. Porém, pessoas ansiosas tendem a apresentar uma preocupação em excesso. Para elas, o pior sempre está prestes a acontecer.

6. Sentir pavor antes de falar em público

Outra situação corriqueira é o famoso “frio na barriga” antes de apresentações públicas. Já para quem sofre de ansiedade, esses eventos não causam um breve temor, mas sim um pânico imenso.

7. Estar sempre inquieto

A pessoa ansiosa sempre se sente inquieta, com falta de concentração e relata uma angústia constante. Com isso, ela é capaz de caminhar de um lado para outro por vários minutos, mesmo que não haja uma situação preocupante.

8.  Ter pensamentos obsessivos

O pensamento obsessivo é uma fixação em determinado evento, imagem ou ato. Com isso, o indivíduo passa por ciclos de repetição do mesmo tipo de ideia. Em alguns casos pode levar a ações compulsivas, como lavar as mãos a todo instante.

9. Estar sempre à beira de um ataque nervoso

Um dos sinais que indicam o transtorno de ansiedade é a sensação de estar sempre perto de um ataque de estresse. Com isso, é comum ocorrem mudanças de humor e crises de irritabilidade, mesmo sem explicações notáveis.  

10. Apresentar sintomas físicos

Nas situações em que uma pessoa ansiosa está muito angustiada, podem ocorrer sintomas em seu corpo, como: suor excessivo, tremores, sensação de asfixia, cansaço intenso, boca seca, mãos frias, diarreia, náuseas, ondas de calor etc.

Ao identificar esses 10 sinais que indicam o transtorno de ansiedade é preciso cuidar dessa dificuldade. A consulta com um psicólogo e a ajuda de um remédio natural contra a ansiedade serão grandes aliados para vencer esse problema.

Você já sentiu algum desses sintomas? Então, precisa conhecer este método comprovado para controlar sua ansiedade nesses momentos críticos.

 

O que acontece no cérebro durante uma noite de insônia?

Já ficou acordado virando de um lado para outro da cama sem encontrar o sono? Essa é uma das sensações mais angustiantes que existem. Embora a pessoa esteja cansada, a mente parece estar em sua atividade máxima. Logo, isso causa efeitos indesejados. Afinal, o que acontece no cérebro durante uma noite de insônia?

Entenda melhor sobre os processos cerebrais e veja por que acabar com a insônia é fundamental.

Como o cérebro reage a uma noite de insônia?

Durante uma noite sem dormir, os hormônios essenciais para a saúde não são secretados. Por isso, diversos problemas aparecem no dia seguinte ao período de insônia.

A produção dessas substâncias é interrompida porque o corpo não entra em fases importantes do descanso. Com isso, o ciclo do sono não ocorre completamente. Assim, não se chega ao sono profundo, responsável pela regeneração do organismo.

Logo, é muito comum sentir grande fome durante a noite de insônia e do decorrer das próximas horas. Esse fato acontece porque a leptina não foi produzida, e é ela que causa a sensação de saciedade.  

Além disso, a falta de sono aumenta o nível de cortisol, o hormônio do estresse. Dessa forma, diversos efeitos indesejados aparecem pela manhã, podendo atrapalhar o trabalho, estudos e até relacionamentos pessoais.

Quais são as consequências de uma noite sem dormir?

A insônia não é uma dificuldade pontual, ela atua 24 horas. Portanto, uma noite sem dormir continua influenciando o processo cerebral. Entenda melhor sobre as consequências que surgem após o problema para dormir.

Falhas na memória

Depois de diversas horas acordado, o cérebro desregula algumas funções. Devido ao acúmulo de memórias não processadas, ele passa a alterar as lembranças recentes. Além disso, a capacidade de recordar atividades importantes também é afetada.

Grande irritação

Depois de uma noite sem dormir, o humor sofre alterações bruscas. Por isso, a falta de sono aumenta a sensibilidade, fazendo com que o indivíduo não consiga administrar conflitos normalmente.

Baixa atenção 

Passar toda a noite sem dormir afeta a atividades de neurônios na área do córtex pré-frontal. Essa região é responsável por manter uma pessoa atenta durante o dia. Por isso, a consequência mais comum é falta de concentração e lentidão no processo de pensamentos.

O que fazer durante uma noite de insônia?

Se está acordado e não sabe o que fazer, procure formas para desacelerar seus pensamentos. Talvez seja um caso de estresse, então busque relaxar com chás, leite morno e com músicas instrumentais ou sons da natureza.

Já se estiver passando por problemas de ansiedade, uma ótima técnica é escrever o que está sentindo a mão. Depois disso, basta queimar o papel ou jogar no lixo de forma normal.

Após entender o que acontece no cérebro durante uma noite de insônia, busque formas de evitar esse transtorno. Os suplementos naturais contra para dormir atuam estimulando a produção de substâncias essenciais para o sono tranquilo. Tudo de maneira natural e sem causar danos ao organismo.

Imagine que você está cansado, deita em sua cama e dorme profundamente, acordando revigorado. Isso é possível com os suplementos naturais. Quer saber mais sobre a suplementação contra a insônia? Então, visite o site oficial de Triptopax agora mesmo.

 

Trabalho em turnos: o que fazer para não ter insônia?

Médicos, enfermeiros, farmacêuticos, seguranças, bombeiro e tantos outros profissionais precisam trabalhar em diversos horários. Por isso, é comum que quando todos estiverem dormindo lá estejam eles, exercendo seu ofício. Sendo assim, a grande questão para quem tem trabalho em turnos é: o que fazer para não ter insônia?

Para ajudar com isso, veja sete dicas para dormir melhor, mesmo quando precisar descansar enquanto todos estão tomando seu café da manhã.

7 dicas para não ter insônia após o trabalho em turnos

A maior dificuldade para quem tem um trabalho por turnos é regular o sono. Logo, descansar menos do que o corpo precisa causa uma baixa no sistema imunológico. Então, veja sete maneiras para ajudar seu organismo a dormir bem, mesmo que não haja uma constância em seus horários de expediente.

1. Criar um ambiente adequado

Quem trabalha à noite precisa ajustar seu relógio biológico para o novo fuso horário. O efeito é semelhante a quando se faz uma viagem para outro país. Então, para ficar acordado é preciso criar um ambiente adequado, com lâmpadas elétricas e claridade. O mesmo vale para quando for dormir. Será preciso fechar as janelas e evitar o contato com a iluminação, simulando o anoitecer.

2. Respeitar as 8 horas

É comum que ao chegar a sua casa a pessoa esteja cansada, mas também queira aproveitar ao máximo seu dia. Dessa forma, ela acaba dormindo um tempo menor que as sete ou oito horas indicadas de sono. Então, ainda que vá para a cama às 22h ou às 07h, mantenha o tempo mínimo que seu organismo precisa para descansar.

3. Fugir da cafeína

Mesmo ao chegar durante o horário do café da manhã, evite a cafeína ou outras substâncias estimulantes. Então, nada de café, energéticos ou chocolate antes de ir para a cama.

4. Evitar o cochilo 

Para não ter problemas de insônia evite ao máximo cochilar em seu local de trabalho. Ainda que se tenha pouco trabalho para fazer, busque outras formas para relaxar. Esse pequeno descanso pode atrapalhar seu sono e gerar uma grande dificuldade para dormir.

5. Relaxe

Quando voltar do seu turno, procure formas para tranquilizar o corpo. Alguns exemplos são beber um chá calmante e tomar um banho morno com perfumes relaxantes. A camomila, o capim-limão e a erva-cidreira são aromas e bebidas que ajudam no relaxamento.

6. Tenha uma alimentação regulada

Antes de ir para a cama, procure comer apenas alimentos leves. Então, mesmo que sua refeição seja um lanche ou jantar, não exagere em comidas picantes, gordurosas ou ácidas. Esses pratos forçarão seu sistema digestivo a trabalhar mais, mesmo que esteja em sua hora para desacelerar.

7. Procurar soluções naturais

É aconselhado evitar qualquer medicamento para dormir melhor, uma vez que eles causam dependência. Com isso, seu organismo apenas conseguirá descansar com esse tipo de remédio. Busque soluções sem aditivos químicos, como bebidas relaxantes e suplementos naturais contra a insônia.

Com essas dicas é possível saber o que fazer para não ter insônia. Assim, todas as pessoas que tem trabalhos em turnos podem dormir melhor.

Quer saber mais sobre a suplementação natural para dormir bem? Então, confira o site oficial de Triptopax.

 

Existe uma cura natural para a insônia?

Imagine estar cansado, deitar na cama, fechar os olhos e dormir profundamente. Seria ótimo, não é? Porém, essa alegria não faz parte da vida de 45% das pessoas em todo o mundo. Por isso, uma dúvida constante entre quem passa por isso é: existe uma cura natural para a insônia?

Por isso, entenda mais sobre a dificuldade para dormir. Veja, ainda, quais estratégias naturais são recomendadas para melhorar a qualidade do seu descanso.

A insônia pode ser curada?

Para entender se a insônia tem cura, é preciso observar qual a intensidade desse problema. Ou seja, se é uma falta de sono que ocorre apenas uma vez, se ela já aparece em alguns períodos do mês ou se é frequente.

Quando a insônia acontece uma vez antes de um evento importante, não há motivos para ficar preocupado. Esse estado é natural, já que o cérebro está agitado devido a um acontecimento específico.

Porém, quando se torna frequente, é preciso prestar mais atenção ao caso. Se sua insônia está acontecendo por menos de três meses, é totalmente possível reverter o caso. Basta mudar os hábitos noturnos e utilizar soluções como chás, sucos ou suplementos naturais contra a insônia.  

Porém, se a falta de sono é constante, ocorrendo mais de três vezes por semana e com um tempo superior a 90 dias, é preciso procurar um especialista do sono. Esse é um quadro de insônia crônica que, muitas vezes, deve ser tratado com medicação.

O que mudar na rotina para ter um sono melhor?

O primeiro passo para curar a insônia de forma natural é melhorar a rotina da noite. Há costumes que estão inseridos no dia a dia e que acabam prejudicando o sono. Por isso, é importante observar o que você costuma fazer diariamente e modificar o que não colabora para um descanso adequado.

Um simples café durante o almoço pode abalar o sono das pessoas com sensibilidade à cafeína. Essa substância pode ficar até 14 horas no organismo. Por isso, os especialistas recomendam evitar essa bebida, pelo menos, 8 horas antes de dormir.

O uso excessivo de tecnologia depois das 18h também é prejudicial. A luz dos smartphones, tablets e computadores confunde o cérebro. Assim, o organismo não libera a melatonina, que é responsável pela sensação de sonolência.

Outro hábito importante para evitar é parar de trabalhar ou estudar na cama. É essencial que a mente entenda que o quarto é um local para repouso. Logo, fazer atividades que exigem grande concentração, em especial no período noturno, pode causar insônia.  

Existe uma cura natural para a insônia?

sSim! Existem diversas curas naturais para a falta de sono. Entre elas estão os chás calmantes como: camomila, valeriana, erva-cidreira e capim-limão. Há também os sucos com alface ou maracujá. Outra solução é o suplemento natural contra a insônia.

A suplementação é indicada, uma vez que não causa efeitos colaterais ou dependência para o organismo. Ela é rica em triptofano, um aminoácido contido em diversos alimentos, que estimula a sensação de prazer, relaxamento e bem-estar.

Por isso, eliminando os hábitos nocivos durante a noite e utilizando essas curas naturais, será possível ter um descanso profundo e reparador.

Quer saber mais sobre os suplementos naturais contra a insônia? Então, confira os depoimentos no site oficial de Triptopax.

 

Ansiedade: Quando se torna uma doença?

Será que existe um caso em que alguém se sinta tão ansioso a ponto de interferir em sua rotina? A resposta é que sim, há muitos quadros como este. Então, saiba hoje quando a ansiedade evolui de uma sensação normal para uma doença.

É preciso prestar atenção à rotina do indivíduo ansioso para notar a gravidade do problema. Quando a dificuldade é constante e incapacitante, é preciso buscar orientação médica. Entenda melhor sobre ansiedade no decorrer do artigo.

Sentir ansiedade é normal?

Sentir ansiedade é completamente natural. Logo, todas as pessoas passaram ou vão passar por alguns dias de grande expectativa sobre algum assunto. Pode ser uma entrevista de emprego ou a data de um concurso importante.

Ficar ansioso faz parte da vida e, na verdade, é um mecanismo de defesa cerebral. A estrutura neurológica é feita para proteger a integridade física do indivíduo. Por isso, a preocupação é uma maneira de prevenir problemas futuros ao pensar em diversas soluções.

Esse mecanismo já foi imensamente útil para os antepassados, uma vez que ele alertava sobre perigos ao redor. Sendo assim, o momento da caça por alimentos era feito com muito mais cautela.

Portanto quando a ansiedade aparecer, não ache que há algo errado. Isso é apenas sua mente tentando evitar que alguma situação ocorra de maneira inesperada. O que deve ser feito é achar formas para educar a mente a ter mais foco no presente.

Quando a ansiedade é uma doença?

Porém, nem todos os casos em que se está ansioso é algo natural. Quando esse problema evolui a ponto de impedir o prosseguimento de uma rotina tranquila, o que acontece é a presença do transtorno de ansiedade.

Quando ela se transforma em um distúrbio afetivo é considerada uma doença. Por isso, as pessoas que passam por essas crises não conseguem apenas ficar calmas. É preciso fazer um tratamento contra a ansiedade eficaz.

A ansiedade passa a ser uma doença quando o indivíduo convive diariamente com essa situação. Além disso, mesmo que tente ficar calmo de diversas maneiras, o problema interfere em sua qualidade de vida.

Há diversos tipos de transtornos de ansiedade. Por isso, ao contrário do que se pensa, esse caso não é apenas uma dificuldade genérica. Entre as classificações estão: Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), Transtorno do Estresse Pós-traumático (TEPT), Transtorno do Pânico, Transtorno de Ansiedade de Separação (TAS), entre outros.  

O que fazer para tratar ansiedade?

Entre as formas para tratar essa enfermidade estão: a terapia comportamental e o uso de medicamentos. Porém, há formas naturais para administrar esse mal, como a suplementação natural contra a ansiedade.

Diferentemente dos remédios controlados, os suplementos agem estimulando a produção de serotonina, que é o hormônio do bem-estar. Essa solução não agride o organismo ou causa dependência com o uso.

Porém, mesmo utilizando produtos naturais, é recomendado realizar o acompanhamento com o psicólogo. Essas sessões poderão esclarecer os motivos do transtorno de ansiedade e ajudar para que o quadro não seja recorrente.

Agora que já sabe quando a ansiedade evolui para uma doença, é possível entender melhor o estágio em que você se encontra. Entretanto, é bom lembrar que apenas um médico pode diagnosticar a presença dessa doença.

Você sofre com ansiedade? Conte nos comentários em que situações você costuma ficar mais ansioso e quais soluções usa nesses momentos.

 

10 tratamentos terapêuticos contra a ansiedade

Está buscando a melhor forma para ser menos ansioso? Então, este artigo é ideal para você. Conheça 10 tratamentos terapêuticos contra a ansiedade. Eles são formas naturais para melhorar sua qualidade de vida.

Antes de tomar medicações agressivas, experimente essas técnicas que promovem o bem-estar físico, emocional, mental e espiritual. Todos eles são reconhecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Confira!

Conheça 10 tratamentos terapêuticos contra a ansiedade

Com essas 10 terapias naturais é possível tratar a ansiedade de uma maneira completa. Ou seja, atuando não apenas nos sintomas, mas também na causa dessa dificuldade. Acompanhe!

1. Aromaterapia 

A aromaterapia consiste em utilizar concentrados extraídos de plantas, flores e ervas. Esses óleos essenciais ajudam a promover mais tranquilidade e saúde. Existem aromas para cada situação. Para quem tem ansiedade os mais indicados são: alfazema, nardo, bergamota, ilangue-ilangue e patchouli.

2. Acupuntura

Essa especialização da medicina tradicional chinesa é realizada ao introduzir agulhas pequenas em certos pontos do corpo. A intenção é causar um efeito analgésico, relaxar e tratar diversas doenças ou males, como a ansiedade.

3. Arteterapia

A técnica consiste em aplicar recursos artísticos para aumentar o potencial de cura e prevenção. A arteterapia trabalha o ser humano de forma holística e utiliza diversos tipos de arte para expressar os sentimentos e pensamentos. Alguns exemplos são: teatro, artes plásticas, dança, poesia, modelagem, musicalização, entre outras.

4. Constelação familiar 

A constelação familiar é uma prática que utiliza a representação espacial do relacionamento entre familiares. A ideia é encontrar traumas, medos e bloqueios emocionais trazidos de gerações. Constelar é ideal quando a ansiedade tem fundamentos na relação entre membros da família.

5. Cromoterapia

Essa terapia tem como foco utilizar o poder das cores sobre as emoções e pensamentos. Assim, ao expor o indivíduo a uma coloração específica, a cromoterapia promete tratar doenças e harmonizar o corpo, mente e emocional.

6. Imposição de mãos 

A imposição consiste em aproximar as mãos perto de uma pessoa e transmitir energia benéfica. A técnica promove tranquilidade e bem-estar, tendo como objetivo final a diminuição da ansiedade.

7. Terapia de Florais 

A terapia de florais, como os Florais de Bach, é uma forma para mudar os estados mental e emocional do indivíduo. Assim, ela ajuda a equilibrar e harmonizar uma pessoa. Diferente da aromaterapia, essa técnica consiste em beber algumas gotas do floral.

8. Meditação

A meditação ajuda a acalmar a mente a relaxar em diversos momentos do dia. Apenas parar e prestar atenção à maneira que respira durante um momento complicado já e um modo de meditar. Logo, essa técnica é muito indicada como tratamento para a ansiedade.

9. Musicoterapia

Uma sessão de musicoterapia usa as músicas e sons para alterar o estado de um indivíduo. Por isso, ao estar muito ansioso, ouvir uma canção calma, como os ruídos da natureza, ajuda a ficar mais relaxado.

10. Yoga

O yoga une alongamento e respiração. É uma forma para fazer exercícios físicos e aliviar as emoções e pensamentos. Além disso, também é ótima para desfazer dores e tensões físicas.

Agora que já sabe 10 tratamentos terapêuticos contra a ansiedade, você já pode ter dias muito mais tranquilos. Escolha a técnica que mais chamou atenção e busque um terapeuta capacitado para realizar esse atendimento.

Para complementar o seu tratamento, uma dica bônus é utilizar os suplementos naturais contra a ansiedade. Eles não prejudicam a saúde ou causam efeitos adversos. Faça o teste e veja a diferença!

O esporte aumenta a qualidade de vida. Saiba como!

Está pensando em começar um exercício físico, mas não é fã de academia? Sabia que existem diversas atividades que podem ser realizadas, além da musculação? A prática esportiva é uma delas. Então, entenda hoje como o esporte aumenta a qualidade de vida.

Confira todas as vantagens de ser um atleta, profissional ou iniciante, e seja ainda mais saudável.

Como o esporte aumenta a qualidade de vida?

Praticar uma atividade física prazerosa, como o esporte, apenas traz vantagens para o corpo, mente e para a saúde emocional. Contudo, antes de colocar os tênis, visite seu médico e faça os exames de rotina. Assim, não haverá nenhum risco para você.

Confira 3 formas que mostram como o esporte trabalha aumentando a qualidade de vida de uma pessoa.

1. Faz bem para a saúde física

O primeiro benefício lembrado ao falar de esportes é um corpo mais forte. Por isso, para que o organismo possa ultrapassar os anos sadio, é preciso investir em uma boa atividade física. Logo, o esporte é capaz de:

  • Fortalecer os ossos: a prática contínua leva à reconstrução e fortalecimento da massa óssea
  • Aumentar a capacidade cardiorrespiratória: ao correr, saltar, desviar, entre outras ações, o esporte trabalha com a capacidade pulmonar e cardíaca.
  • Fortificar a musculatura: diversos músculos são trabalhados durante uma atividade esportiva. Com o movimento frequente e correto a musculatura fica mais forte e saudável.

2. Melhora a saúde emocional e psicológica

Além da melhora corporal, os esportes ainda trabalham o ser humano de forma completa. Por isso, eles são ótimos para oferecer mais equilíbrio emocional, aumentar a autoestima, melhorar o humor, além de criar o senso de resiliência e determinação. Com isso, o esporte também pode:

  • Aumentar a oxigenação do cérebro: ao fazer um exercício físico o corpo libera uma grande quantidade de oxigênio para o cérebro. Esse efeito é excelente para aprimorar a habilidade de raciocínio e as funções cognitivas.

  • Estimular as atividades mentais: durante uma partida é preciso pensar rápido e usar a capacidade estratégica. Por isso, o esporte é uma ótima ferramenta para trabalhar a mente.

3. Estimula o bom funcionamento orgânico

Melhorar os músculos, ossos, pulmões, coração e cérebro, já é uma grande demonstração de como o esporte aumenta a qualidade de vida. Porém, essa prática ainda contribui para diversas funções orgânicas, veja:

  • Aumentar o colesterol benéfico: um esporte de maior intensidade e realizado com a frequência ideal aumenta a taxa o colesterol HDL, considerado benéfico. Além disso, ainda reduz o colesterol LDL, visto como nocivo.  
  • Melhorar o sono: a prática esportiva consegue acabar com a insônia, uma vez que faz o corpo gastar energia. Assim, no horário apropriado para o sono, o organismo já sente um leve cansaço e consegue descansar muito melhor.

Agora que já sabe como o esporte aumenta a qualidade de vida, não deixe de lado essa atividade que traz tantos benefícios. Cuide já da sua saúde para poder chegar a um amadurecimento saudável e prevenindo diversas doenças e dores crônicas.

Você costuma praticar esportes? Deixe nos comentários qual é a maior contribuição que o esporte trouxe para a sua vida.

8 hábitos prejudiciais para a saúde da pele

Ter a pele bonita e saudável é um desejo comum. Porém, para conseguir esse objetivo é preciso realizar alguns cuidados básicos e fugir dos costumes que podem danificar a epiderme. Então, veja 8 hábitos prejudiciais para a saúde da pele e saiba como evitá-los.  

Quais são os hábitos que prejudicam a saúde da pele?

Eliminar hábitos prejudiciais ajuda para que a pele fique cada vida mais cheia de vida. Para isso, confira o que você pode estar fazendo que impede esse órgão de ficar bonito e saudável.

1. Espremer espinhas e cravos

Espremer a acne causa uma lesão à pele. Isso facilita a entrada de bactérias naturalmente presentes nas mãos e rostos, tornando a pequena espinha em uma infecção muito maior. Além disso, esse hábito prejudicial para a saúde da pele ainda deixa marcas e cicatrizes. Para evitar isso, utilize produtos secativos e resista à tentação de espremer as erupções.

2. Não dormir bem

A insônia pode ser prejudicial para a saúde da pele. Durante a noite ocorre a renovação celular, o que não é possível com a falta de sono. Portanto, há um desequilíbrio responsável pelo aparecimento de radicais livres, que contribuem para o surgimento de rugas.  

3. Tomar banhos quentes

Banhos muito quentes fazem parte dos hábitos prejudiciais para a saúde da pele. Esse costume remove a lubrificação natural e a camada protetora da epiderme. Isso faz com que ela tenha um aspecto mais quebradiço e ressecado. Se não abrir mão dos banhos quentes, lembre-se de utilizar boas doses de hidratante depois.

4. Não ter uma boa alimentação

Devido ao estresse da vida urbana, é comum recorrer a pratos semiprontos. Porém, consumir muitos alimentos processados, ricos em gorduras, açúcar e condimentos danifica a pele. Essas comidas estimulam a produção de radicais livres, o que aumenta os processos inflamatórios. Logo, o efeito é uma pele oleosa, sem viço e com rugas precocemente. Para evitar que isso aconteça, consuma mais legumes, frutas, grãos e verduras.

5. Beber pouca água

A água ajuda a hidratar a pele, deixando que ela fique firme e muito mais bonita. Por isso, esquecer esse nutriente fundamental prejudica a saúde de todo o corpo. O ideal é ingerir, pelo menos, dois litros de água diariamente. Esse detalhe favorece a eliminação de toxinas prejudiciais para o organismo.

6. Ficar estressado muito tempo

Para ter uma pele bonita é preciso combater o estresse o quanto antes. Esse problema causa diversos problemas dermatológicos como: acne, rosáceas, dermatite seborreica, alergias, micoses, olheiras e envelhecimento precoce. É possível controlar esses períodos com suplementos naturais contra o estresse.

7.  Não hidratar a pele

Além da questão estética, hidratar a pele é importante para manter esse órgão saudável. A hidratação aumenta a proteção dérmica natural e evita o surgimento de micro-organismos causadores de infecções. Além disso, quando não se hidrata a pele, é mais fácil que ela fique ressecada e aumente a formação de rugas.

8.  Deixar a pele com maquiagem durante o sono

Dormir com o rosto maquiado contribui para a obstrução dos poros. Isso aumenta as chances do aparecimento de cravos e espinhas. Com os poros entupidos, o tecido não pode respirar e, dessa forma, não se renova.

Sendo assim, dormir maquiada ainda impede a absorção de nutrientes essenciais. Com o passar do tempo, a pele perderá seu brilho natural e ficará mais oleosa, fato que acaba acelerando o envelhecimento.

Por isso, evite esses 8 hábitos prejudiciais para a saúde da pele. Dessa forma, será possível ter uma aparência muito mais jovem e sadia.

O que achou do artigo? Deixe nos comentários quais hábitos ruins para a pele você costumava fazer e mudará a partir de hoje.

Quais são os sintomas do estresse no trabalho?

Está muito cansado? Você está passando por uma sensação de esgotamento intenso? Esses sinais podem indicar algo mais sério. Veja quais são os sintomas do estresse no trabalho e entenda se esse problema está acontecendo com você.

Se for o seu caso, não fique preocupado. É possível vencer o estresse com medidas naturais. Acompanhe o artigo e entenda melhor como esse problema age no corpo e na mente. Descubra também medidas para melhorar esse quadro hoje mesmo.

Quais são os sintomas do estresse no trabalho?

Para entender os motivos de ter dias tão desgastantes é necessário perceber o que está acontecendo. Por isso, ao saber quais sãos os sintomas do estresse você pode descobrir se está passando por essa dificuldade ou não. Confira os sinais a seguir.

1. Cansaço constante

Ainda que se tenha dormido bem, a pessoa estressada acorda sentindo ainda mais cansaço. Isso faz com que ela  fique indisposta para trabalhar. Logo, a profissão passa a ser um fardo na rotina.

2. Queda de cabelos

A queda de cabelos é um sintoma físico do estresse. Isso acontece devido ao aumento da proteína NFG, que pode causar inflamações e fraqueza no couro cabeludo. A taxa normal de queda é até 100 fios por dia. Ultrapassando esse limite é preciso ficar atento.

3. Ranger os dentes

A pessoa estressada costuma apertar e ranger os dentes, em especial durante o sono. Esse costume causa efeitos indesejados como: dores de cabeça, nuca, ouvidos e face, podendo atingir até mesmo a coluna.

4. Problemas de Insônia

A pessoa estressada permanece todo o dia apreensiva. Isso piora porque quando chega a hora de dormir, seu organismo ainda está tenso. Por isso ela não consegue ficar livre da insônia.

5. Falta de atenção, concentração e memória

Quando o estresse atinge níveis mais altos ele pode acabar com a produtividade de um profissional. Por isso, tarefas simples parecem cada vez mais complicadas. Com isso, é possível esquecer o nome de colegas, o caminho para a empresa ou procedimentos rotineiros.

6. Alterações de humor

Quando se está sob estresse é impossível manter o humor regulado. Quanto mais demandas o profissional tiver, maior será a instabilidade de seu humor ao sofrer com estresse no trabalho.

7. Desejo de isolamento e apatia

O estresse contribui para que a pessoa busque o isolamento e não consiga ver sentido em sua função. Assim, ela perde o interesse na carreira e permanece longe dos colegas de profissão.

Como melhorar o estresse no trabalho?

Reduzir os fatores que levam ao estresse no trabalho não é fácil. Porém, todos devem colaborar para ter um ambiente saudável. Logo, as seguintes ações são muito importantes para o bem-estar físico e emocional de todos na empresa:

  • Preservar um relacionamento bom com os colegas e gestores;
  • Ficar calmo durante as reuniões de trabalho;
  • Organizar o tempo de trabalho para cumprir todas as atividades;
  • Fazer um check-up regular para verificar a saúde;
  • Reservar intervalos entre cada tarefa;
  • Manter um horário mais flexível ao determinar prazos;
  • Estudar mais sobre técnicas de respiração;
  • Praticar meditação regularmente;
  • Ter uma alimentação balanceada e nutritiva;
  • Realizar atividades físicas;

Ao saber quais são os sintomas do estresse no trabalho é possível buscar a solução. Aplicar as dicas para melhorar o convívio entre os colaboradores é essencial. Com isso a empresa e cada funcionário poderão crescer mais e de forma saudável.
Está em busca de uma solução natural para não ficar estressado? Então experimente os suplementos naturais contra o estresse. Eles garantem mais tranquilidade, melhora no humor e regulação no ciclo de sono. Tudo isso sem causar efeitos colaterais ou dependência, como ocorre com os medicamentos farmacêuticos. Faça o teste!